Trajectory Drift

O realizador espanhol Iván Castiñeiras, que estudou na ESTC, apresenta em estreia mundial Trajectory Drift: um contentor de mercadorias transforma-se numa soturna babel à deriva, onde dois homens recordam a história dos seus exílios.

Solar Walk

Réka Bucsi (Symphony nº. 42 recebeu a menção para melhor animação no IndieLisboa 2014 e Love esteve em competição em 2016) regressa com Solar Walk: uma viagem entre o microcosmos individual e o todo da galáxia.

Standing Nymph and Man

E se visitássemos o Fine Arts Building de Chicago, usado como estúdio de gravação para música clássica, só através do som? Standing Nymph and Man é o guia que nos leva pela história sónica de um edifício cheio de ecos e reverberações.

Rabbit’s Blood

A animação tresloucada de Sarina Nihei (Small People with Hats, IndieLisboa 2015) prossegue, em Rabbit’s Blood, uma narcotizada versão da Alice no País das Maravilhas com sociedades secretas, punhais voadores e futurologia.

Person to Person

A partir de uma curta do mesmo nome, Dustin Guy Defa compõe um retrato coral da vida em Nova Iorque. São mais de quarenta personagens: de um coleccionador de vinis a um relojoeiro, de uma blogger de moda a dois jornalistas de mexericos, da revenge porn ao homicídio. E apesar das inúmeras dificuldades há ainda espaço para a compaixão. Com a participação de Michael Cera, Philip Baker Hall e Abbi Jacobson e dos realizadores David Zellner e Benny Safdie, Person to Person é um filme tomado pelo espírito de John Cassavetes, onde a crueza deu lugar à doçura.

Pororoca

Uma família como tantas outras vê-se trespassada quando a filha mais velha, de sete anos, desaparece numa ida ao parque, quando o pai relaxa a atenção por um momento. Constantin Popescu (um dos realizadores do filme Histórias da Idade de Ouro, exibido no IndieLisboa 2010) dá-nos um retrato fiel de um homem que se depara com a terrível questão: o que aconteceu à minha filha? Pororoca descreve a procura desesperada pela resposta, em longos planos-sequência que adensam o sentimento de impotência do pai. Um thriller emocional que é prova de que o cinema romeno ainda ferve.

Matria

O grande prémio das curtas do festival de Sundance foi para o filme galego Matria: o retrato de uma mulher imparável, Ramona, que entre todas as dificuldades consegue encontrar tempo para a sua neta.

Moulinet

Moulinet, o novo filme de Sander Joon (Velodrool recebeu a menção para melhor animação no IndieLisboa 2016), traça a linha primordial que encontra na esgrima galáctica o jogo de vida ou morte que nos deu origem.

Have Heart

O senhor GIF é um empenhado trabalhador, passa os dias em loop, mas há um limite para tudo e uma crise existencial avizinha-se: Have Heart.

Coqueluche

Depois do terno La bande à Juliette (IndieLisboa 2016), o segundo filme de Aurélien Peyre, Coqueluche, é uma mordaz comédia sobre os estereótipos: Laurine chegou com os seus tacões de salto alto para arrasar (literalmente).

Dejálo ser

Déjalo ser é um road movie feito em em modo guerrilha sobre uma banda de rock mexicana e a sua busca por inspiração na misteriosa e psicotrópica Oaxaca, onde não falta uma cantora estrangeira e o exílio de Antonin Artaud… Let it be.

Eight Images from the Life of Nastya Sokolova

30% dos licenciados na Rússia estão desempregados e 80% estão precários: Eight Images from the Life of Nastya Sokolova conta a história laboral de uma destas pessoas em vinhetas trágico-cómicas que acentuam o desespero.

Enough

Há momentos em que uma pessoa já não aguenta mais, em que já nada vale a pena, em que se quer mandar tudo para o galheiro, em que apetece gritar: Enough!

Evidence of the Evidence

A revolta na prisão de Attica, em 1971, é um momento fundacional no movimento dos direitos civis norte-americano. Evidence of the Evidence analisa imagens nunca antes vistas da retomada do espaço pelas forças policiais: um ensaio farockiano sobre a mediação da história.

An Elephant Sitting Still

An Elephant Sitting Still foi um dos filmes mais falados na última edição do festival de Berlim: em parte porque o jovem realizador de 29 anos, Hu Bo, se suicidou no passado mês de Outubro, segundo porque venceu o prémio da crítica e uma menção para melhor primeira obra e terceiro porque é uma épica viagem pela trama urbana e sentimental da cidade de Manzhouli, no norte da China. Filmado em deslumbrantes planos-sequência, este é o retrato de um dia desesperante onde uma série de personagens, em fuga permanente, se entrecruzam e atropelam a caminho de uma saída que talvez não exista.

Anina

A estreia no cinema do fotógrafo Alkaios Spyrou é uma imersão sensorial a bordo de um navio porta-contentores e dos portos que o recebem: Anina descreve uma paisagem industrial nocturna salpicada por luzes fluorescentes.

Area 51, Nevada, USA

Annabelle Amoros (La maison de Lilas e Sur la route, IndieLisboa 2016 e 2017) regressa ao festival, com o seu universo surreal assente no real, para uma visita perturbadora à Area 51, Nevada, USA.

Arr. for a Scene

Arr. for a Scene observa o trabalho de dois artistas de foley (que sonorizam a famosa cena do chuveiro de Psycho), transformando os seus gestos num acto performativo: o cinema desmontado pelos bastidores.