23 MAIO — 02 JUNHO 2024

23 MAIO — 02 JUNHO 2024

Façam o favor de entrar.

Prestes a começar a 21ª edição do IndieLisboa, deixamo-vos um auxiliar de navegação do festival.

Para quem ainda não o fez, instalar a nossa app é uma boa forma de começar. Ao tê-la no telemóvel, podem preparar o vosso calendário pessoal Indie, comprar bilhetes e receber notificações. Também conseguem votar nos vossos filmes favoritos através desta aplicação e depois aceder à contagem diária de votos.

Para vos ajudar a chegar aos sítios, preparámos um mapa com os locais Indie, devidamente identificados, bem como as estações GIRA para motivar a mobilidade sustentável. 

Por fim, para quem não sabe por onde começar, aqui ficam algumas sugestões para calendarizar os primeiros dias.

O IndieLisboa 2024 vai abrir com I’m Not Everything I Want to Be, de Klara Tasovska. Contamos com a presença da realizadora e também de Kamal Aljafari, artista visual e realizador que é o foco de uma das retrospectivas este ano.

IndieLisboa Façam o favor de entrar.

Para hoje, destacamos ainda filmes como Late Night with the Devil, da secção Boca do Inferno e Mambar Pierrette, da nova Rizoma. Da secção Director’s Cut, sublinhamos dois momentos que vão acontecer na Cinematea Portuguesa: R21 aka Restoring Solidarity e Os Homens Que eu Tive, com uma conversa pós-visualização, em parceria com a MUTIM, com a realizadora Tereza Trautman e a a guinista Fernanda Polacow.

A começar amanhã, temos uma sessão da Retropectiva MFA e duas da Retrospectiva Kamal Aljafari. Esta última é complementada pela instalação fotográfica “In the Museum of Days”produzida pela Fundação Camargo Foundation (França) e que tem data única o dia 24 e vai estar patente no NAV, onde acontece a festa Liberdade.

Nesta instalação, Aljafari apresenta 80 diapositivos de retratos individuais ou de grupo tirados no Cinema Alhambra, em Jaffa, a 22 de Março de 1944. Estes retratos representam um marco de uma sociedade próspera que viria a ser deslocada quatro anos depois, em 1948, com a ocupação de Jaffa e a gradual destruição da cidade.

IndieLisboa Façam o favor de entrar.
IndieLisboa Façam o favor de entrar.

Para o fim-de-semana, recomendam-se dois filmes da Competição Internacional. Monisme e Malqueridas que, a um tempo, nos relembram um sentido de unidade que pode haver entre macro e micro, exterior e interior.

A fechar a noite de sábado, como já é usual, uma festa IndiebyNight que compõe uma visualização IndieMusic. Na Corda Bamba pode ser visto às 18h30 no Cinema São Jorge e o Lisa recebe a performance de Adriana Sá e Pedro Melo Alves às 22h.

Domingo é dia de IndieDate com All of Us Strangers, uma estreia em sala ansiada por muitos e que o IndieLisboa concretiza.

A longa-metragem do IndieJúnior — Entre Rochas e Nuvens — retrata a vida de um pastor de 8 anos, cujos amigos são uma alpaca e um cão, e vai ser um momento de consciencialização ecológica para miúdos e graúdos.

IndieLisboa Façam o favor de entrar.

NEWSLETTER

  • TIPO DE CONTEÚDO