Fundo de Apoio ao Cinema

3-4 Maio, Culturgest

Criado em 2011, o Fundo de Apoio ao Cinema é um instrumento complementar de apoio à pós-produção de filmes portugueses. Em edições anteriores foram apoiados projectos de Gabriel Abrantes, Catarina Mourão, André Santos e Marco Leão, Tiago Hespanha, Inês Oliveira, Miguel Nunes, entre outros.

Condições de elegibilidade
Os projectos candidatos podem ser curtas ou longas metragens, independentemente do seu género (ficção, documentário, animação ou experimental) em fase de pós-produção (alinhamento ou montagem quase finalizada) no momento da candidatura, da autoria de realizadores portugueses (ou de estrangeiros com residência permanente em Portugal) e com produção portuguesa. A partir de 2019 os projectos candidatos podem ter obtido outros apoios (nomeadamente ICA, Fundação GDA), havendo uma quota de 50% garantida para projectos de baixo orçamento. Para mais informações consultar o Regulamento ou contactar Carlota Gonçalves – fundo@indielisboa.com.

Parceiros
Ao IndieLisboa juntam-se os parceiros Fundação GDA, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT), Digital Mix Música e Imagem, The Yellow Color, e a Portugal Film – Agência Internacional de Cinema Português que participará para mostrar a programadores e distribuidores internacionais os projectos em fase de work-in-progress no contexto das Lisbon Screenings, sessões privadas de filmes portugueses por estrear especialmente organizadas para estes convidados internacionais.

Prémios
a) DocNomads (ULHT): €1.500, atribuído a um documentário;
b) Digital Mix Música e Imagem:serviços de pós-produção de som para dois filmes (uma longa metragem e uma curta metragem);
c) Fundação GDA: €6.000 para criação de música original, premiando uma longa metragem (€4.000) e uma curta metragem (€2.000), ou, em alternativa, três curtas metragens (cada uma €2.000);
d) The Yellow Color: dois dias de estúdio em pós produção de imagem.

Prazos e funcionamento
O prazo para candidaturas terminou a 15 de Março de 2019. Uma comissão constituída por elementos de todas as entidades parceiras escolherá oito projectos, de todas as candidaturas válidas recebidas. Estes oito projectos seleccionados apresentar-se-ão perante um júri internacional durante o IndieLisboa, no âmbito do qual são visionados os excertos dos trabalhos e as equipas de cada filme realizam um pitching. Podem ser apoiados um máximo de quatro projectos.

Projectos seleccionados

18, Rui Esperança, curta, doc., prod. Fora de Campo Filmes
Ave Rara, Vasco Saltão, curta, fic., prod. Terratreme
Carta a Elba, Helder Faria, Flávio Ferreira, Alejandro Vásquez, Daniela Cajias, Carmen Tortosa, curta, doc., prod. Fado Filmes
Colmeal, Márcio Laranjeira, Sérgio Braz d’Almeida, curta, fic.
Moço, Bernardo Lopes, curta, fic., prod. Fado Filmes, Promenade
O Soldado Nobre, Jorge Vaz Gomes, longa, doc., prod. Kintop
Raposa, Leonor Noivo, curta, doc., prod. Terratreme
Suspensão, Luís Soares, curta, anim., prod. Filmes do Gajo

Júri

David Santos/Noiserv, Músico (Portugal)
Fabianny Deschamps, Realizadora, Consultora artística (Portugal, França)
Maria Delgado, Programadora delegada, Crítica, BFI London Film Festival (Reino Unido, Espanha)
Weronika Czołnowska, Responsável de indústria, T-Mobile New Horizons Film Festival (Polónia)

O Fundo de Apoio ao Cinema acontece nos dias 3 e 4 de Maio, na Culturgest, Sala de Debates. A sessão de pitching no dia 4 de Maio é de entrada livre ao público geral. Os vencedores são anunciados no dia 5 de Maio.

Imagem: “O Mar Enrola na Areia”, de Catarina Mourão.