23 MAIO — 02 JUNHO 2024

23 MAIO — 02 JUNHO 2024

Une jeunesse aimable

Yann Ducreux

Bélgica
Ficção, 2022, 16'

Arthur Rimbaud e Paul Verlaine viveram uma paixão tempestuosa no século XIX que durou quase dois anos e terminou com um tiro e dois anos numa prisão belga. Este filme reimagina esta relação através de uma lente moderna e com um rasgo de cor.

Arthur e Paul separam-se em Londres e voltam a encontrar-se em Bruxelas para um último adeus. Une jeunesse aimable imagina os últimos momentos de amor entre Arthur Rimbaud e Paul Verlaine. Às primeiras imagens, sabemos que não estamos no século XIX, mas quando ouvimos a voz de Verlaine dizer o conteúdo de uma carta escrita a Rimbaud, sabemos também que não estamos bem neste século. É outro tempo, aquele e este em simultâneo, o tempo do romance epistolar e o tempo da poesia, o tempo real e o tempo sonhado, o tempo febril do amor conturbado e o tempo alucinogénio do absinto. É nesta poderosa evocação de tempos diferentes, de estados mentais e poéticos, de presenças e reencarnações vívidas, num preto e branco que chega a tingir-se de cor, que este filme se tece e nos encanta. (Cláudia Marques)

Competição Internacional

FICHA TÉCNICA

TIPO DE ESTREIA
Mundial
TÍTULO ORIGINAL
Une jeunesse aimable
DIÁLOGO
Francês
LEGENDAS
Português / Inglês
ARGUMENTO
Joey Elmaleh, Yann Ducreux
ELENCO
Noé Englebert, Pablo Guarise
FOTOGRAFIA
Charlotte Muller
SOM
Manel Weidmann, Eliot Ratinaud, Jean-Baptiste Perrin
MONTAGEM
Léole Poubelle
PRODUTOR
Théo Degen, Cinéxpérience
PRODUÇÃO
Phosphore films

PARTILHAR

CURTAS DO MESMO PROGRAMA

NEWSLETTER

  • TIPO DE CONTEÚDO