23 MAIO — 02 JUNHO 2024

23 MAIO — 02 JUNHO 2024

Cineclube IndieLisboa: novas propostas, novos públicos

O Cineclube IndieLisboa continua a apostar na formação de novos públicos, organizando ao longo do ano lectivo várias sessões destinadas a alunos do ensino secundário e superior. No mês passado, o Cineclube passou por escolas secundárias, escolas de cinema, escolas de actores e faculdades, em várias sessões que contaram com a presença de realizadores, ou equipa técnica e artística dos filmes.

Os diálogos criados continuam a revelar-se uma ponte entre públicos e autores, que acentuam a importância e a pertinência artística, social e filosófica das obras apresentadas, uma ferramenta essencial para a criação de um espaço de aprendizagem e crescimento. António Borges Correia, realizador de Os Olhos de André, esteve presente na Escola Secundária Vergílio Ferreira e acentuou os benefícios do espaço de reflexão criado e a geração a que se dedica:

 “O Cineclube IndieLisboa propicia um espaço de reflexão para um cinema que precisa ser preservado e para uma geração sedenta de conceitos livres, subjetivos e não massificados.”

António Borges Correia, realizador

O espaço de aprendizagem e crescimento deve-se também aos professores e às instituições que colaboram com o cineclube, permitindo o desenvolvimento do potencial do cinema como ferramenta educativa, como salienta Helder Castro, professor da Escola Artística António Arroio:

“A parceria entre o Cineclube IndieLisboa e a Escola Artística António Arroio tem permitido o enriquecimento do desenvolvimento das aprendizagens e competências transversais dos alunos. Para o grosso da comunidade escolar, é um momento de reflexão e de debate, sobre diferentes temáticas, conteúdos expostos através do cinema e isso só é possível pela diversidade e qualidade dos filmes propostos.” 

Helder Castro, Professor na Escola Artística António Arroio

O Cineclube IndieLisboa prepara-se, agora, para ocupar o Museu Nacional de Etnologia. No dia 13 de Março será exibida a longa metragem Bostofrio, où le ciel rejoint la terre de Paulo Carneiro e no dia 17 de Março as curta metragens Outubro Acabou de Karen Akerman e Miguel Seabra Lopes, Rhoma Acans de Leonor Teles e Tudo o que imagino de Leonor Noivo.

Sessões de Cineclube IndieLisboa do mês de Fevereiro:

  • 6 de Fevereiro – Faculdade de Letras da Universidade de LisboaAmor, Avenidas Novas de Duarte Coimbra e Onde o Verão Vai (episódios da juventude) de David Pinheiro Vicente – com a presença de Duarte Coimbra e David Pinheiro Vicente
  • 7 de Fevereiro – Escola Artística António ArroioAmor, Avenidas Novas de Duarte Coimbra e Onde o Verão Vai (episódios da juventude) de David Pinheiro Vicente – com a presença de Duarte Coimbra e David Pinheiro Vicente
  • 11 de Fevereiro – Act – Escola de Actores –  Singularidades de uma Rapariga Loira de Manoel de Oliveira – Presença de Ricardo Trêpa e Catarina Wallenstein
  • 12 de Fevereiro – Escola Secundária D. Filipa de LencastreMacabre de Jerónimo Rocha e João Miguel Real e Amor, Avenidas Novas de Duarte Coimbra – Com a presença de Jerónimo Rocha, João Miguel Real e Duarte Coimbra
  • 12 de Fevereiro – Escola Secundária Maria Amália Vaz de CarvalhoBalada de um Batráquio de Leonor Teles e Amor, Avenidas Novas de Duarte Coimbra – Com a presença de Duarte Coimbra
  • 17 de Fevereiro – Escola Secundária Vergílio Ferreira Os Olhos de André de António Borges Correia – com a presença de António Borges Correia
  • 19 de Fevereiro – Escola DigitalBalada de um Batráquio de Leonor Teles, Amor, Avenidas Novas de Duarte Coimbra e Tudo o que Imagino de Leonor Noivo – Com a presença de Duarte Coimbra e Leonor Noivo

NEWSLETTER

  • TIPO DE CONTEÚDO