call_for_entries_2017_facebook_sdata

Preâmbulo

O IndieLisboa – Festival Internacional de Cinema Independente tem como objectivo contribuir para a descoberta e revelação em Portugal de novos filmes e novos cineastas, dentro do universo do cinema independente, tanto nacional como internacional.

Artigo 1º
(Objectivo)
O IndieLisboa pretende estimular a exibição pública de filmes que não são distribuídos nem exibidos nos circuitos tradicionais de cinema em Portugal. O festival dá preferência a filmes que não tenham tido apresentações prévias em Portugal.

Artigo 2º

(Data)
O 14º IndieLisboa decorrerá de 3 a 14 de Maio de 2017.

Artigo 3º

(Secções)
1. São as seguintes as secções do festival que aceitam inscrições de filmes:

Competição Internacional – a competição internacional de longas e curtas metragens é composta por filmes nunca antes apresentados publicamente em Portugal e terminados em 2016 ou 2017. Concorrem filmes de ficção, animação, documentários ou obras experimentais, que sejam primeiras, segundas e terceiras obras, numa aposta clara em novos realizadores;

Competição Nacional – composta por longas e curtas metragens portuguesas terminadas em 2016 ou 2017, preferencialmente em estreia mundial e/ou nacional;

Silvestre – secção competitiva que reúne obras de jovens cineastas e autores consagrados, fazendo da singularidade a sua norma. Procuraremos mostrar, sob a asa de Silvestre, extraordinárias obras cuja rebeldia espelhe o espírito do festival;

Novíssimos – competição dedicada à descoberta de novos valores em Portugal, sejam estudantes de cinema, auto-didactas ou outros talentos que despontam para a arte cinematográfica;

IndieJúnior – competição para o público mais jovem (infanto-juvenil), composto por curtas e longas metragens. Concorrem filmes de animação, ficção e documentários;

IndieMusic – competição composta na sua maioria por documentários sobre música e os seus protagonistas;

Director’s Cut – composta por títulos antigos recentemente restaurados, redescobertas ou filmes que reflictam sobre o cinema enquanto expressão artística ou a sua história;

Boca do Inferno – os filmes aqui mostrados marcham sem medo à beira do precipício, em festivas demonstrações de desafio às normas;

Sessões Especiais – composta por filmes de cineastas consagrados ou ainda programas temáticos;

2. O IndieLisboa tem ainda uma secção retrospectiva, intitulada Herói Independente, dedicada a figuras cuja obra tenha contribuído de forma significativa para o enriquecimento do cinema contemporâneo.

Artigo 4º

(Como concorrer)
1. Podem concorrer à Competição Internacional do IndieLisboa, todos os filmes que se encontrem nas seguintes condições:
– Curtas (até 59 minutos) ou longas metragens (a partir de 60 minutos) de ficção, animação, documentários ou filmes experimentais;
– Primeiras, segundas e terceiras obras;
– Produzidos em 2016 ou 2017;
– Que tenham a sua primeira apresentação pública em Portugal neste festival.

2. Às restantes secções do festival podem concorrer:

– Curtas ou longas metragens de ficção, animação, documentário e experimental;
– Produzidos em 2016 ou 2017;
– Apresentados preferencialmente em estreia pública em Portugal neste festival.

3. O festival pode decidir, excepcionalmente, seleccionar filmes que não sigam algumas destas condições.

Artigo 5º

(Legendagem)
1. Os filmes inscritos deverão ter um screener legendado em inglês (quando forem de língua não inglesa).
2. Os filmes seleccionados deverão ter uma cópia de exibição legendada em inglês (quando forem de língua não inglesa).

Artigo 6º

(Júris oficiais e não oficiais)
1. Os Júris oficiais do festival são:
a) Júri da Competição Internacional de Longas Metragens, constituído por personalidades do meio cinematográfico de reconhecido mérito, das quais pelo menos uma será portuguesa e atribuirá o seguinte prémio: Grande Prémio de Longa Metragem e Prémio Especial do Júri.
b) Júri da Competição Internacional de Curtas Metragens, constituído por personalidades do meio cinematográfico de reconhecido mérito, das quais pelo menos uma será portuguesa e atribuirá os seguintes prémios: Grande Prémio de Curta Metragem, Menções Especiais de Documentário, Ficção e Animação.
c) Júri da Competição Nacional. constituído por personalidades do meio cinematográfico de reconhecido mérito e atribuirá os seguintes prémios: Melhor Longa Metragem Portuguesa, Melhor Curta Metragem Portuguesa, Novo Talento Curta Metragem e Novíssimos.
d) Júri IndieJúnior, constituído por alunos de diferentes escolas portuguesas e atribuirá o Prémio de Melhor Filme IndieJúnior.

2. Os Júris não oficiais do festival são: Silvestre, IndieMusic, FIPRESCI, Amnistia Internacional, Árvore da Vida, Escolas, Universidades, Format Court e Público.

3. Os júris poderão ainda atribuir menções honrosas, quando as mesmas se justificarem.

4. Não poderão integrar os júris pessoas que tenham interesses directos na produção e/ou exploração dos filmes apresentados nas respectivas competições.

Artigo 7º

(Prémios)
1. Os prémios a atribuir pelos Júris das Competições Internacionais de Longas Metragens e de Curtas Metragens são os seguintes:
– Grande Prémio de Longa Metragem, no montante de 10.000€;
– Grande Prémio de Curta Metragem, no montante de 4.000€;
2. Os prémios a atribuir pelo Júri da Competição Nacional são os seguintes:
– Prémio de Melhor Longa Metragem Portuguesa (valor a anunciar posteriormente);
– Prémio de Melhor Curta Metragem Portuguesa (valor a anunciar posteriormente);
– Prémio Novo Talento (valor a anunciar posteriormente);
– Prémio Novíssimos (valor a anunciar posteriormente);
3. O Prémio de Melhor Filme IndieJúnior tem o valor de 1.000€.
4. O Prémio Amnistia Internacional tem o valor de 1.500€.
5. O Prémio Árvore da Vida é atribuído ao filme português, integrado na Competição Nacional, e tem o valor de 2.000€.
6. O Prémio Escolas é atribuído a uma curta metragem da Competição Internacional e o Prémio Universidades a uma longa metragem da Competição Internacional.
7. O Prémio FIPRESCI é atribuído a uma longa metragem da secção Silvestre.
8. O Prémio Format Court é atribuído a uma curta metragem da secção Silvestre.
9. O Prémio do Público é atribuído a filmes das seguintes secções: Competição Internacional, Competição Nacional, Silvestre, Novíssimos, IndieJúnior, IndieMusic e Boca do Inferno nas categorias de Longa Metragem, Curta Metragem, IndieJúnior e IndieMusic.

Artigo 8º

(Inscrição)
1. A inscrição será feita online em www.indielisboa.com/submissions até 16 de Janeiro de 2017.
2. Os formatos aceites para visionamento são: link de visionamento online ou dvd a enviar para IndieLisboa‚ Festival Internacional de Cinema Independente, Casa do Cinema, Rua da Rosa, 277, 2º, Sala 1.4, 1200 – 385 Lisboa, Portugal. No caso do formato de visionamento ser um dvd, este deverá ser enviado até dia 26 de Janeiro de 2017.

3. Os links e passwords para os filmes têm de se manter activos até 1 de Março de 2017. Se tal não acontecer, o filme em questão  poderá  não  ser  considerado. No  caso  de  ter  enviado  um link de visionamento online e o filme for selecionado precisaremos do ficheiro para download,  para a imprensa e arquivo do IndieLisboa.

4. Caso aplicável indique por favor se a apresentação é um rough cut ou um work in progress.

5. Caso o filme seja seleccionado, deverá enviar para IndieLisboa – Festival Internacional de Cinema Independente, Casa do Cinema, Rua da Rosa, 277, 2º, Sala 1.4, 1200 – 385 Lisboa, Portugal, os seguintes elementos:

– Imediatamente após a comunicação da selecção: lista de diálogos, fotos do filme e do realizador, fichas técnicas e artísticas, autorização de exibição, trailer e EPK (electronic press kit);
– Até 1 de Abril de 2017 (p/exibição): Cópia do filme seleccionado legendado em inglês (no formato de exibição pedido), ficha com as especificações técnicas da cópia de exibição, cartazes, postais e demais materiais promocionais do filme.

Artigo 9º

(Pagamento da inscrição)
1. No acto de inscrição, deverá proceder-se ao seu pagamento:
curtas metragens: 6 euros
longas metragens: 12 euros
2. Os filmes portugueses (curtas e longas metragens) estarão isentos de pagamento, devendo, para o efeito, preencher o formulário específico.
3. O custo aplica-se a cada filme inscrito.

Artigo 10º

(Selecção)
1. A selecção oficial será anunciada a todos os candidatos até um mês antes do início do festival. Após a comunicação da selecção e até à sua passagem no festival, os filmes seleccionados não poderão ter qualquer outra exibição pública em território português.

2. Após aceitação da selecção para qualquer secção do IndieLisboa, o filme em questão não poderá ser retirado do programa.

3. As candidaturas não seleccionadas receberão uma comunicação até um mês antes do festival.

Artigo 11º

(Estada do filme)
Todos os filmes exibidos deverão permanecer no festival até ao seu fim, só se procedendo à sua devolução após o encerramento do festival e, nalguns casos, consoante autorização, até um mês depois do encerramento do festival.

Artigo 12º

(Transportes)
1. Os gastos de envio do dvd para selecção correrão por conta do participante que inscreve o filme, assim como a eventual devolução desses mesmos materiais.
2. O IndieLisboa responsabiliza-se pelos custos de transporte de importação e exportação das cópias de exibição, bem como dos seus seguros. Caso o filme seja exportado para outro festival, só é responsabilidade do IndieLisboa o pagamento da importação do filme, como é uso internacional entre festivais.

Artigo 13º

(Seguros)
O festival garante o seguro de todos os filmes desde o momento da recepção até à sua devolução.

Artigo 14º

(Publicidade)
O produtor (e/ou detentor dos direitos de exibição do filme em festivais) que tenha recebido prémio(s) neste festival compromete-se a mencionar o IndieLisboa e utilizar o seu logo em toda a publicidade e material de imprensa/promocional que seja produzido posteriormente à atribuição do prémio ao filme.

Artigo 15º

(Aceitação)
A participação no festival pressupõe conhecimento e a aceitação de todo o conteúdo do presente regulamento.

Artigo 16º

(Casos omissos)
A direcção do festival decidirá sobre todas as matérias não constantes do presente regulamento, de acordo com as regras internacionais dos festivais de cinema.