Sábàtina

Rafael dos Santos

IndieLisboa 2020 •

Animação, 2019, 2′

“O diabo, um bebé e outros animais encontram-se para celebrar qualquer coisa, após terem morrido.” Assim descreve Rafael dos Santos a sua estreia no cinema. Um ritual de estupefação, um ciclo de experimentação, dois minutos e pouco sobre o que morre e vive.