Leto

Kirill Serebrennikov

IndieLisboa 2019 •

Ficção, 2018, 126′

Viktor Tsoi foi um dos músicos que co-fundou a Kino, uma das bandas mais populares e musicalmente influentes da história da música russa. O realizador Kirill Serebrennikov baseia-se na vida (pouco conhecida) do cantor para nos transportar para os verões quentes dos anos 1980, em Leningrado, quando ouvir Sex Pistols, Clash ou Blondie era ilegal na União Soviética. Um filme que descreve os encontros, confrontos e paixões que mudaram a história do rock na Rússia. “Leto” foi considerado, pela reputada revista Cahiers du cinèma, como um dos melhores filmes de 2018.