Asphalt

Joe May

IndieLisboa 2015 •

Ficção, 1929, 90′

Uma das obras-primas da cinematografia muda alemã, apesar do argumento não ser dos mais típicos do cinema alemão do período (um polícia é seduzido por uma ladra). O historiador de cinema Siegfried Kracauer classificou-o entre os “filmes da rua”, uma das correntes do cinema alemão mudo. De facto, os cenários exteriores, que descrevem a cidade, são simplesmente extraordinários, ao passo que a iluminação “expressionista” realça os momentos mais dramáticos. Um grande momento de cinema, que também é um dos muitos exemplos da influência que o cinema alemão mudo viria a ter no cinema americano dos anos trinta e quarenta. A primeira sequência reproduz, em estúdio, a zona da Potsdamer Platz, “mais real do que a realidade”. (Cinemateca Portuguesa)