Deixem-se levar pelas músicas IndieMusic com as nossas playlists Spotify

Este ano o IndieLisboa expande a sua presença online e cria um perfil na plataforma de música Spotify.

Amantes de cinema, fãs de todos os géneros de música e seguidores do festival podem agora seguir o IndieLisboa na plataforma de streaming e ouvir as playlists compostas por muitas da batidas que marcam os filmes da secção IndieMusic, onde o foco são os artistas e bandas que dão música ao mundo.

Os utilizadores tanto podem mergulhar nas músicas do IndieMusic 2019 e sentir as pulsações da programação que aí vem como revisitar os sons da secção do ano passado.

Visitem o nosso perfil Spotify e deixem-se levar pela música.

IndieMusic 2019: Miles Davis, Swans, Karen Dalton e muita música portuguesa

Eis a programação (quase integral) do IndieMusic, a secção do IndieLisboa 2019 dedicada à música. Convidamos todos a mergulharem nas imagens dos filmes desta secção através do teaser abaixo e nas músicas e artistas dos filmes da nossa playlist.

É um ano forte em música portuguesa. Ela É Uma Música é uma viagem pelo mundo do rock em Portugal, na voz das suas ilustres desconhecidas: as mulheres. Seguimos pelos subúrbios de Lisboa onde se encontram uma série de músicos e produtores de diferentes gerações e origens. A Batida de Lisboa vai de Angola a São Tomé, passando por Cabo Verde e Guine Bissau. A viagem termina em Alvalade, o bairro de Um Punk Chamado João Ribas, nome incontornável da música portuguesa e um dos principais impulsionadores do movimento punk.

Ainda em português e em sessão muito especial o regresso dos Rollana Beat. A banda convidou 13 realizadores, entre os quais caras bem conhecidas do IndieLisboa como Edgar Pêra, Isabel Aboim Inglês ou Leonor Noivo, para criarem vídeos para 13 músicas suas feitas entre 1998-2002.

Do resto do mundo vem a folk de Karen Dalton (A Bright Light – Karen and the Process), o free jazz de John Coltrane, Ornette Coleman e Sun Ra (Fire Music), a coolness de Miles Davis (Miles Davis: Birth of the Cool), a música DIY de bandas como os Deerhoof, Xiu Xiu ou Fugazi (Parallel Planes), o regresso da lendária banda de rock da Zâmbia, W.I.T.C.H., com a ajuda de Jacco Gardner (We Intend to Cause Havoc) e a energia indescritível e xamânica dos Swans (Where Does a Body End?).

O júri da secção competitiva do IndieMusic, que atribui um prémio de 1000€ ao melhor filme da secção, é composto pelo músico Bruno Pernadas, a jornalista e divulgadora musical Isilda Sanches e o crítico e ilustrador Tiago da Bernarda (aka O Gato Mariano).

Para o corpo entrar já em modo de festa vamos celebrar a divulgação da programação IndieMusic com um warm-up IndieLisboa na Casa Independente no próximo sábado, 9 de Março, com as músicas de todas estas bandas e artistas.

Esta é a lista dos filmes confirmados até ao momento:

Competição

A Bright Light – Karen and the Process (Emmanuelle Antilles)
Batida de Lisboa (Rita Maia e Vasco Viana) – Estreia Mundial
Ela É Uma Música (Francisca Marvão) – Estreia Mundial
Fire Music (Tom Surgal) – Estreia Internacional
Miles Davis: Birth of the Cool (Stanley Nelson)
Parallel Planes (Nicole Wegner)
Um Punk Chamado Ribas (Paulo Antunes) – Estreia Mundial
We Intend to Cause Havoc (Gio Arlotta)- Estreia Mundial
Where Does a Body End? (Marco Porsia) – Estreia Mundial

Sessão Especial
Vídeos: Rollana Beat (vários) – Estreia Mundial