Acontece hoje, em Torres Vedras, a terceira sessão do Cineclube 2019

Hoje, às 10h30, começou a terceira sessão do Cineclube IndieLisboa 2019, onde está a ser exibido o filme documentário “In My Room”, de Ayelet Albenda.

A sessão está a decorrer na Escola Secundária Madeira Torres, em Torres Vedras.

Sobre o filme:

Entre os milhões de vídeos que existem no Youtube estão os diários de seis adolescentes que decidiram mostrar ao mundo como é viver na sua pele. Todos escolheram câmaras em vez de diários para contar as suas histórias mais divertidas, tristes, confusas, simples. E acompanhamo-los durante anos, através dos vídeos que postaram no Youtube. Não são Youtubers, não são estrelas da net, são apenas miúdos que falam para quem esteja disposto a ouvi-los.

Assista aqui o trailer.

Conheça os filmes seleccionados para o Euro Connection 2019

O Júri Europeu do Euro Connection 2019, que acontece nos dias 5 e 6 de Fevereiro durante o Festival Internacional de Curta-Metragem de Clermont-Ferrand, se reuniu na última semana e já anunciou os 13 projectos de curta metragens nomeados, entre os 27 projectos finalistas. Entre eles está o filme português “O Casaco Rosa”, de Mónica Santos.

Veja abaixo a lista completa dos 13 nomeados:

–        Once There Was a Sea, Joanna Kozuch (Slovakia)
–        Steakhouse, Spela Cadez (Slovenia)
–        The Night Train, Jerry Carlsson (Sweden)
–        Portrait of Europe, Filip Jacobson (Poland)
–        Night of the Living Dicks, Ilja Rautsi (Finland)
–        O Casaco Rosa, Mónica Santos (Portugal)
–        DA-MI MÂNA, Paul Muresan (Romania)
–        Zoo-I-Side, Anna Olafsdóttir (Iceland)
–        Branka, Mate Ugrin (Croatia)
–        A Summer Place, Alexandra Matheou (Cyprus)
–        Mud Pie!, Katerina Karhánková (Czech Republic)
–        Night Shift, Eddy Schwartz & Yordan Petkov (Bulgaria)
–        Heaven is Made of Scars, Alexandru Badelita (France)

Parabéns, Mónica Santos e todos os seleccionados!

“Our Madness”, de João Viana, estreia hoje nos cinemas portugueses

Vencedor do Prémio Allianz para Melhor Longa Metragem Português no IndieLisboa 2018, o filme estreia em Lisboa (Monumental e Cinemas City Alvalade), Porto (Campo Alegre) e nas principais capitais de distrito portuguesas hoje, dia 6 de Dezembro. O filme estreou mundialmente no Berlinale Forum (2018), além de ter ganhado outros prémios internacionais. Em Portugal, a exibição será precedida pela curta “Tabatô”, do mesmo realizador, e que venceu o DAAD Short Film Prize, na Berlinale 2013, o Grande Prémio Cambridge, no Reino Unido (2014), e o prémio de Melhor Curta Documental do Doc Lisboa (2013).

Em “Our Madness”, Lucy está internada num hospício em Moçambique. Sonha com o seu filho Hanic e o marido Pack, soldado numa zona de guerra no norte do país. Lucy toca um instrumento musical curioso: a própria cama. Aquela virtuosidade musical atrai a atenção das enfermeiras. Um dia a música passa num programa da Rádio Moçambique e Rosa Mário, pastora evangélica, vai ao hospital para conhecer a intérprete da canção. Mas Lucy interpreta a visita da pastora como uma bela oportunidade para fugir, com a cama e tudo.

Já sabe o que fazer esse fim de semana?

Hoje é dia de “Amor Amor”, de Jorge Cramez, no Cineclube IndieLisboa na Lusófona

A sessão do Cineclube IndieLisboa do filme “Amor Amor”, de Jorge Cramez, acontece hoje, às 18h, na Universidade Lusófona, em Lisboa, fazendo parte do programa da XXI Semana Internacional do Audiovisual  que decorre até 7 de Dezembro.
A sessão conta com a presença do realizador, Jorge Cramez e do actor Jaime Freitas.
Sinopse:

“Foi há onze anos que se estreou “Capacete Dourado”, a bela primeira longa-metragem de Jorge Cramez, que retomava um tema clássico, do cinema e não só: a força da paixão adolescente, a rebelião de um amor contra todas as circunstâncias.

Onze anos passados, Cramez dá finalmente sequência a esse filme, com um título que vai directamente ao assunto central – Amor, Amor – e que “máscara” a peça de Corneille (Place Royale) que o argumento muito livremente adapta.” (Luís Miguel Oliveira, Público)

A entrada é livre.

Prémio Allianz para Melhor Longa Metragem Portuguesa aumenta para 7500€

O IndieLisboa e a Allianz juntaram esforços para passar a atribuir o maior prémio monetário a um filme português no valor de 7500€.

A 6 meses do início da 16.ª edição do IndieLisboa – Festival Internacional de Cinema, temos o prazer de anunciar que o valor de um dos prémios mais importantes, o Prémio Allianz para Melhor Longa Metragem Portuguesa, aumentará em 50% na edição de 2019. O valor, anteriormente 5000€, passa a ser 7500€, tornando-se no prémio monetário mais elevado atribuído a um filme português nos festivais de cinema do país.

Na últimas edições, os filmes vencedores deste prémio foram: “Our Madness”, de João Viana (2018); “Encontro Silencioso”, de Miguel Clara de Vasconcelos (2017), “Treblinka”, de Sérgio Tréfaut (2016) e “Os Olhos de André”, de António Borges Correia (2015).

Ainda é possível inscrever filmes para a próxima edição do festival até o final deste mês, dia 31 de Dezembro, através deste link.

O melhor de Jan Soldat agora disponível online

Alguns filmes do realizador Jan Soldat já estão disponíveis na plataforma Vimeo OnDemand, inclusive o “LAW and ORDER” (ZUCHT und ORDNUNG, em alemão), de 2012, exibido na secção Silvestre do IndieLisboa 2015. Jan Soldat foi o grande destaque desta secção neste mesmo ano – o lugar para filmes que desafiam as normas e os limites do cinema, tal como dos temas que são nele retratados.

O documentarista alemão, nascido em 1984, é talvez dos que tem quebrado maiores barreiras nesse retrato das nossas vidas. Em particular, de cidadãos e casais alemães, de todas as idades, por filmes que se centram no maior dos tabus: o sexo e, também, o prazer das relações BDSM, tal como um olhar sobre as relações de poder e a história das instituições da sociedade alemã através de, por exemplo, prisões artificiais criadas pelos seus cidadãos, ou pessoas que encontram a sua vocação em jogos de escravidão, de dor e de êxtase.

Acede abaixo para assistir os filmes que estão disponíveis:

ZUCHT und ORDNUNG (LAW and ORDER) (9min, 2012)

Der Unfertige / The Incomplete (48min, 2013)

Ein Wochenende In Deutschland / A weekend in Germany (25min, 2013)

HAPPY HAPPY BABY (19min, 2017)

Protokolle / Protocols (20min, 2017)