Zeigen was man liebt

IndieLisboa 2017 •

Documentário, 2016, 84′, DCP

Eram os anos 1960 e, na Alemanha, a nova geração de cineastas era conhecida como o “Grupo de Munique” e o seu ponto de encontro era o bar The Bungalow, junto ao cinema Türkendolch. A musa desses realizadores (encabeçados por Klaus Lemke e Rudolf Thome) era a deslumbrante Iris Berben. É ela que nos conduzirá numa viagem com o crítico Uwe Nettelbeck de volta aos filmes que protagonizou e a uma era marcante no cinema alemão. Recorrendo a encantadoras entrevistas e excertos de filmes raros, Zeigen was man liebt recupera o espírito e os excessos criativos de uma geração.