Jeunesse

IndieLisboa 2017 •

Ficção, 2016, 29′, DCP

A irreverência de Shanti Masud (Undead Woman, IndieLisboa 2015) verteu-se em romantismo kitsch neste Jeunesse: um conto de alto-mar sobre a pureza do amor.