Drvo

André Gil Mata

IndieLisboa 2018 •

Ficção, 2018, 104′

A estreia de André Gil Mata na longa metragem de ficção (depois das curtas Arca d’Água, Casa, O Coveiro e Num Globo de Neve terem passado pelo IndieLisboa) dá-se com A Árvore. Rodado integralmente na Bósnia, durante os rigorosos meses de Janeiro e Fevereiro, este é um filme onde o frio nos penetra em extraordinários planos-sequência, filmados em película de 16mm. Um homem e uma criança encontram-se debaixo de uma árvore à beira de um rio, compartilhando a mesma memória e um segredo. Encontram no outro a serenidade, o silêncio e o tempo que perderam na corrente.

Sessões