Corps à coeur

Paul Vecchiali

IndieLisboa 2017 •

Ficção, 1979, 126′

Pierrot, trinta anos, mecânico. Jeanne, cinquenta, farmacêutica. O Requiem, de Fauré, em concerto na Sainte-Chapelle de Paris. Ele apaixona-se perdidamente, mas ela não aceita o seu amor. Corps à coeur é o filme que Vecchiali gostaria de ter feito quando era pequeno e se apaixonou pelo cinema, nos anos 1930. É a sua homenagem aos melodramas doces de René Clair, Marcel Carné e Pierre Prévert. Um filme sobre a alegria que surge da dor, das lágrimas que lavam a alma. Um soneto interpretado pelos magníficos Nicolas Silberg e Hélène Surgère.