So Leben Wir – Botschaften an die Familie

Gustav Deutsch (FILM IST. a girl & a gun e Shirley‚ Visions of Reality, IndieLisboa 2009 e 2013), compõe, em how we live – messages to the family, uma série de filmes caseiros (do Super 8 ao digital), produzidos por emigrantes espalhados pelo mundo. As suas filmagens funcionaram, à época, como actualidades para os vizinhos e familiares que não podiam viajar. Hoje em dia, também as imagens em movimento (através da rede) têm esse poder de nos colocar no outro lado do planeta, com aqueles que nos fazem falta. Uma tocante reflexão sobre o poder das imagens na construção de uma ideia de família.

FILM IST. a girl & a gun

Usando imagens “das primeiras quatro décadas e meia de cinematografia”, de 11 arquivos do mundo, Gustav Deutsch construiu um musical “em cinco actos”. O cinema é: uma rapariga e uma pistola.

Shirley ‚ Visions of Reality

13 pinturas de Edward Hopper ganham vida num filme que conta a história de Shirley, uma mulher cujo olhar, pensamento e emoções nos conduzem ao contexto histórico norte-americano dos anos 30 aos anos 60. Realizador de Film ist. A Girl and a Gun, que o IndieLisboa exibiu em 2009, Gustav Deutsch mergulha a fundo na estética das obras de Edward Hopper para a recriar no cinema, com um filme absolutamente maravilhoso, a fazer de forma feliz o cruzamento da pintura com a imagem em movimento. A obra de Hopper, ela própria influenciada pelo cinema, tem inspirado cineastas como Wim Wenders ou Jim Jarmush. É ela o mote estético para o filme de Deutsch, que dá vida às personagens e aos lugares retratados pelo pintor, sem descurar nenhuma pincelada. As sombras estão lá para recriar os ambientes, mas também o movimento de uma cortina, os reflexos de luz e os sons, levando à íntima relação dos planos interiores com os exteriores fora de campo. (C. C.)