João Paulo Daniel, Tiago Castro, Pedro Chau, Diana Combo, Helena Espvall e projecções de António Caramelo
(concerto – minimalista.avant-garde)

Filme relacionado – Tony Conrad: Completely in the Present (IndieMusic)

Bilhetes: 5€

nariz entupido

“Tony Conrad é um dos mais fulcrais nomes do avant-garde norte-americano, figura proeminente da cena nova-iorquina da década de 1960. A obra de Tony Conrad percorre o cinema, música e literatura. É um dos pioneiros da música drone e minimal, com inúmeros discos publicados do género. Também está ligado à génese dos The Velvet Underground. Colaborou com John Cale, antes deste partir para formar um novo grupo com Lou Reed. O nome da banda foi retirado do título de um livro que Lou Reed encontrou no apartamento de Conrad.

A convite do Indie Lisboa, a Nariz Entupido concebeu uma noite irrepetível inspirada no vasto legado musical e visual de Tony Conrad. Em palco estarão músicos vindos de diferentes projectos (Folclore Impressionista, Espers, Eosin, Acid Acid, Ghost Hunt), unidos por uma abordagem experimental e minimalista à música. Inspirados pelo disco Outside The Dream Sindicate de 1972, João Paulo Daniel, Pedro Chau, Diana Combo, Tiago Castro e Helena Espvall juntaram-se para criar um concerto de som minimalista e repetitivo, mas ao mesmo tempo hipnótico e envolvente.

A música será complementada com as projecções a cargo do artista visual António Caramelo, também influenciado pela própria cinematografia minimal de Tony Conrad.

A noite continuará com a imprevisibilidade de outro músico, Vitor Rua , desta vez ao comando dos discos para tomar
de assalto a pista e levar-nos com ele noite fora.