Boca do Inferno – Cinema ao ar livre em noite de lua-cheia

Dia 30 de Abril, em noite de lua cheia, o IndieLisboa vai levar o cinema até ao terraço do Cine-Teatro Capitólio. Com arranque às 21h15, a sessão especial da Boca do Inferno exibe As Boas Maneiras, filme onde Juliana Rojas e Marco Dutra voltam a provar que é possível fundir géneros cinematográficos que antes achávamos impossíveis de combinar. Em As Boas Maneiras o filme de lobisomens junta-se ao musical, tudo coberto com um subtexto político sobre a segregação social no Brasil contemporâneo, onde a homoparentalidade nem sequer é um assunto. Vencedor do prémio especial do júri no festival de Locarno, esta é uma história de amor, contada a dois tempos: o amor romântico de Ana por Clara, e depois o amor maternal de Clara por Joel. O filme é protagonizado pela portuguesa actriz em ascensão meteórica: Isabél Zuaa.

Emblemática é já a Maratona da Boca do Inferno que, ao longo de 6 horas, transforma o Cinema Ideal em ponto de paragem obrigatória para os amantes do cinema mais extremo. A deste ano reúne filmes que não tiveram medo de avançar por temas e territórios assombrosos: um musical de acção com uma equipa S.W.A.T que canta e dança entre tiroteios (Hard Way Musical – The Action Musical), uma invasão de extraterrestres que se escondem entre nós (Mutafucaz), um pacto com o demónio de um coração despedaçado (Coyote), a solidão de um apocalipse zombie (La nuit a dévoré le monde), uma chamada de valor acrescentado (Touche dièse) ou Laissez bronzer les cadavres, onde o western, o filme de máfia e a erótica se misturam num arrebatador Mediterranean standoff.

MARATONA BOCA DO INFERNO
28 de Abril, 22h30, Cinema Ideal

Hard Way Musical – The Action Musical
Daniel Vogelmann, Alemanha, fic., 2017, 34’

Mutafucaz
Shôjirô Nishimi, Guillaume Renard, França, Japão, anim., 2017, 90′

Crème
Lena Ólafsdóttir, Dinamarca, anim., 2017, 5’

Coyote
Lorenz Wunderle, Suíça, anim., 2018, 10’

Vanità
Kevin Pontuti, EUA, fic., 2017, 10’

La nuit a dévoré le monde
Dominique Rocher, França, fic., 2018, 93′

Touche dièse
Erwan Alepée, França, fic., 2017, 3’

La Vie Sauvage
Laure Bourdon Zarader, França, fic., 2017, 14’

Catcalls
Kate Dolan, Irlanda, fic., 2017, 8’

Laissez bronzer les cadavres
Hélène Cattet, Bruno Forzani, França, Bélgica, fic., 2017, 90′