Edição de 2018 do Fundo de Apoio ao Cinema com candidaturas abertas até 1 de Março

Os projectos de filmes em fase de pós produção, da autoria de realizadores portugueses ou de estrangeiros com residência permamente em Portugal que pretendam candidatar-se à edição de 2018 do Fundo de Apoio ao Cinema podem fazê-lo até 1 de Março.

O Fundo de Apoio ao Cinema é um instrumento complementar de apoio à pós-produção de filmes portugueses e a edição de 2018 é constituída pelos seguintes parceiros: IndieLisboa – Associação Cultural, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, (ULHT), Digital Mix Música e Imagem e Fundação GDA.

Entre os apoios concedidos contam-se o valor de €1.500, atribuído a um documentário, e equipamento de rodagem, pela ULHT; serviços de pós-produção de som para uma longa metragem e para uma curta metragem, pela Digital Mix Música e Imagem; e €6.000 para criação de música original, premiando uma longa metragem (€4.000) e uma curta metragem (€2.000), ou, em alternativa, três curtas metragens (cada uma €2.000), pela Fundação GDA.

Os projectos candidatos podem ser curtas ou longas metragens, independentemente do seu género (ficção, documentário, animação ou experimental) em fase de início da pós-produção no momento da candidatura.

Uma comissão constituída por elementos de todas as entidades parceiras na edição de 2018 escolherá 8 projectos (de todas as candidaturas válidas recebidas) até ao dia 30 de Março de 2018.

Estes 8 projectos pré-seleccionados apresentam-se posteriormente perante um júri internacional constituído, durante a realização do festival IndieLisboa, no âmbito do qual realizam um pitching de apresentação.

A decisão final é conhecida no dia seguinte ao da realização do pitching e podem ser apoiados um máximo de 4 projectos.

As candidaturas devem ser efectivada através do envio de um pdf (único) com todos os documentos pedidos para o e-mail fundo@indielisboa.com